26/05

Plataforma sustentável para o Brasil Surf Pro

No Ano Internacional das Florestas, a Petrobras, em parceria com o projeto Brasil Surf Pro 2011, lança a plataforma sustentável Surf Pelas Florestas. Durante as cinco etapas da maior competição de surfe do país, serão desenvolvidas diversas atividades a fim de informar, educar e engajar a sociedade local e os surfistas em torno do tema “preservação das florestas”.

O objetivo do projeto é apresentar à população os valores ambientais e ações da Petrobras no Ano Internacional das Florestas, instituído pela ONU. Assim, o tema sustentabilidade será reforçado no universo dos surfistas e frequentadores da praia, promovendo um maior engajamento e, acima de tudo, mostrando que um evento com planejamento sustentável e ações socioambientais deixa legados para a região onde o evento será realizado.

O lançamento da plataforma Petrobras Surf Pelas Florestas ocorrerá na primeira etapa do Brasil Surf Pro em Pernambuco, no município de Ipojuca, na Praia do Cupe, que será realizada de 8 a 12 de junho. As cinco cidades que sediarão o campeonato – as outras serão Ubatuba (SP), Rio de Janeiro, Búzios (RJ) e Florianópolis (SC) – reúnem diversos ecossistemas costeiros de Mata Atlântica: os mangues nas enseadas, a foz de grandes rios, as baías e lagunas de influência de marés, as matas de restinga nas baixadas arenosas do litoral e as florestas de pinheirais nos planaltos.

A plataforma sustentável do Brasil Surf Pro é formada pelas seguintes ações:

Educação ambiental: as atividades educacionais (palestras, visitas guiadas aos projetos Petrobras e ao campeonato, oficinas ecológicas e pedagógicas e mutirão de limpeza) serão realizadas em escolas públicas e projetos sociais. Todas conduzidas por uma pedagoga ambiental, cinco eco-monitores, um técnico em sustentabilidade e uma produtora executiva com especialização em eventos esportivos. Para envolver ainda mais o público sobre o tema, será montada no Surf Village uma exposição com foco nas principais razões pela qual a ONU decretou o Ano Internacional das Florestas.

Surfistas verdes: a alta performance dos surfistas nas ondas durante o Brasil Surf Pro estará diretamente relacionada ao plantio de árvores. Cada onda surfada que receber nota igual ou acima de oito corresponderá ao plantio de cinco árvores. Já a tão esperada nota 10 vai gerar 50 plantios. A estimativa é que sejam plantadas 500 árvores até o final do evento para esta ação, dependendo da performance dos surfistas.

Carboneutralização: todas as emissões de CO2 do campeonato e de seus participantes serão calculados e neutralizados com um número correspondente de árvores no corredor ecológico Tinguá-Bocaina no Rio de Janeiro. O plantio faz parte de um projeto estruturado, que contempla três anos de manutenção, a fim de assegurar o crescimento das mudas.

Expedições educativas: participarão surfistas, estudantes, alunos das escolas de surfe, fotógrafos e ambientalistas associados aos projetos apoiados pela Petrobras. Equipados com sacos e luvas, as equipes vão realizar mutirões de limpeza das margens dos rios, lagoas, estuários e manguezais das hidrobacias próximas à área do campeonato. Os locais serão: Praia da Joaquina/Lagoa da Conceição (SC); Margem do Rio Itamambuca (Ubatuba/SP); Orla Bardot (Projeto Coral Vivo)/Búzios (RJ); Estuário do Rio Maracaípe (PE), e Lagoa de Marapendi (RJ).

Compartilhe:

POSTS

Nas Ondas
Seletiva Petrobras de Surfe Masculino
Circuito Petrobras de Surfe Feminino
Petrobras Longboard Classic
Brasil Surf Pro
Circuito Petrobras

ÁLBUM

TAGCLOUD