26/09

Tag : 2011

ODIRLEY COUTINHO E DIANA CRISTINA FAZEM A FESTA NA ETAPA DE UBATUBA DO BRASIL SURF PRO

Ubatubense derrota Nakajima e paraibana passa por Cláudia Gonçalves em final chuvosa e cheia de boas ondas.

O tempo fechou, mas as ondas melhoraram muito e permitiram o show dos surfistas nas baterias decisivas da terceira etapa do Brasil Surf Pro, que terminou neste domingo, na Praia de Itamabuca, em Ubatuba.

E a festa foi de São Paulo, com a vitória do ubatubense Odirley Coutinho, de 31 anos, que derrotou o também paulista Flávio Nakajima, de 24. No feminino a paraibana Diana Cristina manteve uma invencibilidade que vem desde o ano passado e conseguiu mais uma vitória na temporada, ao derrotar a paulista Cláudia Gonçalves por 13,17 a 7,03, abrindo boa vantagem no ranking. No masculino, mesmo eliminado nas quartas-de-final, o catarinense Tomas Hermes manteve a liderança, com 2.110 pontos.

A final foi disputada entre o surfista de melhor desempenho na etapa, Nakajima, e o que melhor se adaptou às condições deste domingo, Odirley Coutinho. O dia começou com ondas de pouco mais de um metro, mas na final chegavam facilmente a quase dois metros. O surfe de Odirley parece que também acompanhou o crescimento das ondas. Na final, ele não deu a menor chance para Nakajima, que fazia sua primeira final no Circuito Brasileiro. O surfista local marcou 17,33 contra apenas 9,10 de seu adversário.

Odirley deixou seu show particular para o domingo, dia que conseguiu três notas acima de oito pontos, que representam o plantio de quinza árvores na região. A primeira delas na vitória sobre o alagoano Tânio Barreto por 15,67 a 11 pontos, nas quartas-de-final. A bateria mais difícil foi mesmo contra outro surfista local, Wiggolly Dantas, que também estava com ótimo desempenho. No duelo de ubatubenses, o mais experiente levou a melhor por 14,77 a 14,00 pontos.

“Maravilhoso estar aqui com a minha mulher, deu tudo certo, com onda grande. Muito emocionante vencer em casa, com os amigos vendo. Adoro as ondas de Itamambuca, fortes. O mar estava muito bom. Acho que tenho muito surfe para mostrar ainda. Já conquistei o vice brasileiro em 2001, 2004 e 2006. Agora vou trabalhar pelo título de campeão”.

Já a final feminina foi equilibrada até um pouco depois da metade da bateria, quando Tininha finalmente encontrou as ondas e abriu boa vantagem sobre Claudinha, vencendo por 13,17 a 7,03.

Nas semifinais, Tininha não deu chances à Gabriela Teixeira, vencendo por 11,33 a 5,00 pontos. A emoção ficou reservada para a outra bateria da fase, na qual Claudinha Gonçalves conseguiu sua vitória sobre a catarinense Juliana Quint nos últimos segundos. A paulista precisava de uma onda 5,83 e marcou 5,90 para vencer por 10,67 contra 10,60.

Com a vitória, Tininha se distanciou da catarinense Juliana Quint, segunda do ranking:

“Tudo é treinamento, já venho focada desde o início do ano. Venci a primeira etapa no Nordeste e fiquei mais confiante. Depois de Búzios, a Juliana Quint veio coladinha no ranking, como ganhei aqui espero fazer a diferença. Já fui duas vezes vice-campeã brasileira e agora espero conquistar o título de campeã”, disse a paraibana.

Apesar de eliminado nas quartas-de-final, Tomas Hermes manteve a liderança do ranking. Nas quartas-de-final, mesmo com uma nota 8,17 logo em sua primeira onda, ele perdeu a invencibilidade que já vinha desde o ano passado. Foi a terceira onda acima de oito de Hermes em Ubatuba e a oitava na temporada, que lhe dá a liderança também na briga pelo título de surfista mais verde do ano.

“A bateria foi difícil. Comecei com uma nota excelente, mas não consegui trocar a nota dois. De qualquer maneira, saio de Ubatuba feliz por manter a liderança do ranking e também entre os surfistas verdes. Consegui plantar árvores em todas as etapas”, disse Hermes.

Após a terceira etapa, o baiano Bruno Galini se manteve em segundo lugar do ranking, mas Messias Felix agora aparece em terceiro, seguido por Odirley e Nakajima.

Antes das finais, o Projeto Tamar devolveu quatro tartarugas ao mar, dentro das ações ambientais que marcaram a etapa.

Resultados

MASCULINO

Final
Odirley Coutinho (SP) 17,33 x 9,10 Flávio Nakajima

Semifinais
Odirley Coutinho (SP) 14,77 x 14,00 Wiggolly Dantas (SP)
Flávio Nakajima (SP) 9,66 x 9,20 Messias Felix (CE)

Quartas-de-final
Odirley Coutinho (SP) 15,67 x 11,00 Tanio Barreto (AL)
Wiggolly Dantas (SP) 11,00 x 7,25 Hizunome Bettero (SP)
Messias Felix (CE) 13,17 x 11,57 Thomas Hermes (SC)
Flávio Nakajima (SP) 16,07 x 13,10 Alex Ribeiro (SP)

FEMININO

Final
Diana Cristina (PB) 13,17 x 7,03 Cláudia Gonçalves (SP)

Semifinais
Diana Cristina (PB) 11,33 x 5,00 Gabriela Teixeira (RJ)
Claudia Gonçalves (SP) 10,67 x 10,60 Juliana Quint (SC)

Classificação Masculino

1. Odirley Coutinho (SP)
2. Flávio Nakajima (SP)
3. Wiggolly Dantas (SP)
3. Messias Felix (SC)
5. Hizunomê Bettero (SP)
5. Tomas Hermes (SC)
5. Alex Ribeiro (SP)
5. Tânio Barreto (AL)

Rankings (colocação | pontos | nome | estado)

MASCULINO
1 | 2110 | Tomas Hermes | SC
2 | 1760 |  Bruno Galini | BA
3 | 1730 | Messias Felix | CE
4 | 1680 | Odirley Coutinho | SP
5 | 1640 |  Flavio Nakagima | SP
6 | 1610 | Marcio Farney | CE
7 | 1530 | Alan Jones | RN
7 | 1530 | Jano Belo | PB
9 | 1510 | Hizunome Bettero | SP
9 | 1510 | Tânio Barreto | AL

FEMININO
1 | 2860 | Diana Cristina | PB
2 | 2200 | Juliana Quint | SC
3 | 1960 | Gabriela Leite | SC
4 | 1950 | Suelen Naraisa | SP
5 | 1860 | Tita Tavares | CE
6 | 1790 | Luana Coutinho | SP
6 | 1790 | Gabriela Teixeira | RJ
8 | 1720 | Bruna Queiroz | SP
9 | 1610 | Monik Santos | PE
10 | 1560 | Tais de Almeida | RJ

Compartilhe:

26/09

Tag : 2011

ODIRLEY COUTINHO E DIANA CRISTINA FAZEM A FESTA NA ETAPA DE UBATUBA DO BRASIL SURF PRO

O Woohoo preparou uma cobertura completa do Circuito Petrobras Nas Ondas, que rolou entre 14 e 18 de setembro no Arpoador, Rio de Janeiro.

Confira no vídeo:

Compartilhe:

13/09

Tag : 2011

ODIRLEY COUTINHO E DIANA CRISTINA FAZEM A FESTA NA ETAPA DE UBATUBA DO BRASIL SURF PRO

Petrobras Surf Pelas Florestas realizará uma série de ações ambientais envolvendo escolas, a comunidade local, o público na praia e os surfistas

No mês de setembro o Brasil Surf Pro chega a Ubatuba para mais uma emocionante etapa com os principais surfistas do Brasil no maior e mais importante campeonato do país. Mais uma vez o circuito brasileiro faz a sua parte para o planeta com a Plataforma socioambiental Petrobras Surf Pelas Florestas no litoral norte paulista, com atividades acontecendo na praia de Itamambuca e em comunidades da região norte do município, entre os dias 19 e 25 de setembro.

A Plataforma Petrobras Surf Pelas Florestas em Ubatuba, realizada em parceria com o Plano de Gestão Ambiental de Itamambuca – PGA, IPEMA, Projeto Tamar-ICMBio, AUS e a Prefeitura Municipal da Ubatuba, será bem movimentada. Conta com espaços de conhecimento e integração socioambiental, palestras, visitas de escolas com equipe pedagógica, celebração do Dia da Árvore com mutirão de plantio, Café da manhã Socioambiental, expedição de conhecimento e limpeza do rio Itamambuca, além da soltura de tartarugas marinhas. As atividades possibilitarão a comunidade, lideranças socioambientais locais, público e até os surfistas, a ter uma convivência com a cultura de sustentabilidade, através de ações de engajamento e conhecimento dos bons exemplos de sustentabilidade da região.

O Projeto Juçara é um dos focos desse evento, iniciativa importante da região que conta com patrocínio do Programa Ambiental da Petrobras. Gestor do projeto, IPEMA, Instituto de Permacultura da Mata Atlântica junto com as comunidades da região e a ONG Akarui, desenvolveram uma técnica para extrair do fruto da palmeira Juçara, uma polpa com propriedades similares ao açaí que vem fazendo muito sucesso. Este trabalho tem objetivo de retirar a palmeira juçara da lista das espécies em risco de extinção.

“As belezas naturais de Ubatuba e o cenário espetacular do local do campeonato na praia da Itamambuca nos inspirou muito quando desenvolvemos o projeto Petrobras Surf Pelas Florestas. Com a maior cobertura florestal do país (90%) e uma comunidade ambiental muito engajada de ONG´s, projetos e ambientalistas, o município da Ubatuba mostrou os melhores resultados de continuidade das iniciativas realizadas nesta etapa ano passado”, comenta o gerente de sustentabilidade do BSP, Glenn Suba.

Um marco do Brasil Surf Pro é seu plano de gestão ambiental, que desenvolveu critérios e práticas que mostram preocupação com a preservação ambiental das praias visitadas pelo circuito, como a preservação da vegetação de restinga e destinação correta dos resíduos gerados.

Um dos destaques desse ano é a iniciativa Surfista Verde, onde pontuações acima de 8 ganham 5 árvores plantadas e uma nota 10 ganha 50. Este compromisso da organização com surf radical vem engajando cada vez mais os atletas para a causa ambiental.

“Parabenizamos a postura dos organizadores do Brasil Surf Pro, que mais uma vez este ano demonstraram preocupação e engajamento com as questões ambientais deste evento. Temos certeza de que esta união de esforços irá garantir a realização de mais um campeonato de surfe sustentável em Ubatuba, com um perfil ecologicamente correto e socialmente responsável”, reforçou Cristiane Gil, assessora de Projetos Ambientais e Eventos Sustentáveis do município, que vem acompanhando e colaborando com este plano ambiental do Brasil Surf Pro em Ubatuba nos últimos dois anos.

O programa Petrobras Surf Pelas Florestas conta com apoio do Ministério do Meio Ambiente que entendeu a importância desse trabalho de sensibilização durante o Ano Internacional das Florestas (declarado pelo ONU). Em homenagem as florestas brasileiras será realizado doação de mudas da Palmeira Juçara através dos totens “Adote-Me” localizados no espaço.

O programa ambiental do BSP terá um amplo espaço na praia para a exposição “Ubatuba Sustentável”. Lá serão apresentandos projetos, Instituições e ONG’s em destaque na região como o PGA Itamambuca, Projeto Juçara/ IPEMA, Projeto TAMAR-ICMBio, Parque Estadual Serra do Mar, APA Marinha-LN, CBH-LN, PEIA, CETESB, ASSU, Ubatuba Birds, AUS, Escola de Surf do Zecão e Prefeitura de Ubatuba e participarão do cronograma das ações ao longo dos seis dias.

Cronograma das atividades Surf Pelas Florestas

Terça-feira (20/09) – visita da equipe pedagógica Surf Pelas Florestas nas escolas municipais do extremo norte do município;
Quarta-feira (dia 21/09) – Mutirão de plantio de árvores próximo ao rio Itamambuca em celebração ao Dia da Árvore, 21 de setembro;
Quinta e sexta-feira (22 e 23/09) – visitação de escolas municipais e APAE no evento;
Sábado (24/09) – Café da manhã – Ubatuba Sustentável e Expedição rio Itamambuca;
Domingo (25/09) – Soltura de tartarugas marinhas com o Projeto Tamar

Compartilhe:

POSTS

Nas Ondas
Seletiva Petrobras de Surfe Masculino
Circuito Petrobras de Surfe Feminino
Petrobras Longboard Classic
Brasil Surf Pro
Circuito Petrobras

ÁLBUM

TAGCLOUD