08/11

Tag : Praia da Joaquina

Suelen Naraisa e Bruno Galini vencem etapa catarinense do Brasil Surf Pro

Bicampeonato brasileiro no Brasil Surf Pro 2010 é confirmado por Suelen Naraisa.

A paulista Suelen Naraisa já confirmou o bicampeonato brasileiro e nove surfistas vão brigar pelo título masculino na última etapa do Brasil Surf Pro 2010, de 8 a 12 de dezembro na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Suelen precisava vencer na Praia da Joaquina para garantir seu segundo troféu de campeã e venceu, derrotando a pernambucana Monik Santos na final. No masculino, o baiano Bruno Galini surfou de forma incrível as ondas de meio metro com boa formação do domingo de Sol e calor em Floripa. Ele superou dois catarinenses nas fases decisivas. Fez os recordes da etapa – nota 9,5 e 16,50 pontos – na semifinal contra o novo líder do ranking, Jean da Silva. E na decisão do título, bateu o local da Joaca, Diego Rosa, que com o vice-campeonato entrou no grupo dos 30 que ficarão na elite para 2011.

Suelen Naraisa confirma bicampeonato brasileiro. Foto: Fabio Minduim

Bruno Galini subiu da oitava para a terceira posição, atrás somente de Jean da Silva e do potiguar Alan Jhones. Os outros seis surfistas com chances matemáticas de conquistar o título brasileiro de 2010 no Brasil Surf Pro são os paulistas Hizunomê Bettero (4.o lugar) e Heitor Pereira (5.o), os cariocas Pedro Henrique (6.o) e Leonardo Neves (7.o), o baiano Rudá Carvalho (8.o) e o alagoano Tânio Barreto (10). Se Jean passasse para a final em Floripa, a disputa ficaria restrita aos três primeiros do ranking apenas.

Bruno Galini subiu da oitava para a terceira posição. Foto: Fabio Minduim

Apesar de toda a torcida a favor, os catarinenses pararam no inspirado Bruno Galini, que fez grandes apresentações no domingo de praia lotada na Joaquina. Diego Rosa participou como convidado local do Brasil Surf Pro de Florianópolis e ganhou trinta posições no ranking com o vice-campeonato. Subiu do 56.o para o 26.o lugar na classificação geral, ingressando no grupo dos 30 que serão mantidos na elite para o ano que vem. No entanto, vai precisar de outro convite para confirmar a vaga no Rio de Janeiro.

O joinvillense Jean da Silva está morando no Rio de Janeiro e é a esperança dos catarinenses poderem festejar um primeiro título brasileiro profissional do estado. Ele assumiu a ponta do ranking no sábado, quando ultrapassou o potiguar Alan Jhones com a classificação para as quartas de final. Ele continua na frente e vai diminuir a quantidade de concorrentes a cada bateria que passar na Barra da Tijuca.

Compartilhe:

03/11

Tag : Praia da Joaquina

Suelen Naraisa e Bruno Galini vencem etapa catarinense do Brasil Surf Pro

Acompanhe ao vivo a quarta etapa do Brasil Surf Pro, que vai até dia 7 de novembro na Praia da Joaquina, em Florianópolis (SC).

Compartilhe:

25/10

Tag : Praia da Joaquina

Suelen Naraisa e Bruno Galini vencem etapa catarinense do Brasil Surf Pro

Praia da Joaquina define os candidatos aos títulos brasileiros de 2010 no início de novembro.

O Brasil Surf Pro 2010 inaugura a reta final da temporada na primeira semana de novembro na Ilha de Santa Catarina. A quarta etapa será distribuída entre os dias 3 e 7 num dos principais palcos do esporte no país, a Praia da Joaquina, em Florianópolis. Foi lá que, em 1986, foi fundada a Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) e onde serão conhecidos os candidatos aos títulos brasileiros de 2010 para a última etapa, em dezembro na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Apesar da grande tradição, na lista dos campeões brasileiros inaugurada pelo paulista Paulo Matos em 1987, não tem nenhum catarinense. David Husadel chegou perto nos primeiros anos do circuito, assim como Guga Arruda, Willian Cardoso, Marco Polo, após a criação da Divisão Principal em 2000. Agora, é o joinvillense Jean da Silva quem carrega a esperança do primeiro título catarinense. Ele vem de vitória na etapa passada, em Buzios (RJ), podendo assumir a ponta do ranking brasileiro em Florianópolis.

Alan Jhones é o primeiro do ranking masculino. Foto: Fabio Minduim

Alan Jones é o primeiro do ranking masculino. Foto: Fabio Minduim

O líder ainda é o potiguar de Baía Formosa, Alan Jhones, um dos novatos da elite nacional neste ano. Ele entrou no grupo com o título nordestino conquistado em 2009 e já venceu uma etapa logo em sua segunda participação, na Praia do Cupe, em Ipojuca (PE). Apresenta, inclusive, o melhor índice de vitórias em baterias da história da Divisão Principal do Brasileiro, criada em 2000. Alan vestiu a lycra de competição do Brasil Surf Pro doze vezes e saiu vencedor em dez, ou seja, 83,3% de aproveitamento.

Apenas oito surfistas podem lhe tirar a liderança do ranking em Florianópolis. A maior ameaça é o vice-líder, Jean da Silva, que só consegue superá-lo se chegar nas quartas de final na Praia da Joaquina. O paulista Hizunomê Bettero (3.o no ranking), o carioca Leonardo Neves (4.o) e o baiano Rudá Carvalho (5.o), precisam alcançar a final. Já o cearense Marcio Farney (6.o) e o carioca Pedro Henrique (7.o) só superam a pontuação atual de Alan Jhones com a vitória em Santa Catarina. E os paulistas empatados em oitavo, Renato Galvão e Heitor Pereira, mesmo vencendo só podem igualar seus pontos, desde que o potiguar não passe nenhuma bateria, ou seja, tem que perder em sua estréia na terceira fase.

Suelen Naraisa lidera o ranking feminino. Foto: Fabio Minduim

Na categoria feminina, a briga pela ponta do ranking no Brasil Surf Pro de Florianópolis fica restrita as três primeiras colocadas. A defensora do título, Suelen Naraisa, segue na frente, porém agora com uma pequena vantagem de cinqüenta pontos apenas sobre a paraibana Diana Cristina. A índia Tininha vem de vitória em Buzios e está somente setenta pontos a frente da catarinense Juliana Quint. As três estão coladas, mas outras também podem colocar seus nomes na lista das candidatas para a última etapa.

Compartilhe:

POSTS

Nas Ondas
Seletiva Petrobras de Surfe Masculino
Circuito Petrobras de Surfe Feminino
Petrobras Longboard Classic
Brasil Surf Pro
Circuito Petrobras

ÁLBUM

TAGCLOUD