17/11

Tag : rio de janeiro

PETROBRAS LONGBOARD CLASSIC COMEÇA AMANHÃ NA MACUMBA

Título brasileiro está entre o paulista Mullinha e o carioca Marcelo Freitas. No feminino, a pernambucana Atalanta Batista pode se tornar bi-campeã.

A Praia da Macumba, no Rio de Janeiro, será o palco da final do Circuito Brasileiro de Longboard. O Petrobras Longboard Classic, última etapa da competição, começa nesta sexta e vai até domingo com disputas de tirar o fôlego. O paulista e líder do ranking, Danilo Rodrigues, o Mullinha, briga pelo título inédito com o carioca Marcelo Freitas. No feminino, a pernambucana Atalanta Batista lidera o campeonato e luta para conquistar o bi-campeonato.

Profissional do pranchão desde 2000, Mullinha tem, pela quinta vez na carreira, boas chances de se tornar o melhor longboarder do Brasil. Nas últimas quatro vezes que chegou ao Rio com expectativas de ser sagrar campeão deixou a coroa escapar. No entanto, a Praia da Macumba não traz apenas recordações negativas ao paulista. Em 2003, Mullinha conquistou sua primeira vitória expressiva na carreira ao ganhar o Petrobras Longboard Classic no local.

“Acho que a Macumba é o lugar que mais representa o longboard no Brasil. Com certeza a Macumba é o Longboard House. Me faltou um pouco de sorte nesses últimos campeonatos. O que pega na Macumba é que a onda é mais cheia. Onde eu sou local, na Praia do Tombo, no Guarujá, a onda é mais cavada”, analisa o paulista.

Nas areias da tradicional praia da modalidade, Mullinha contará com o apoio do pai e técnico, de quem herdou o talento e o amor pelo esporte. Para não deixar mais um título escapar, o paulista já tem uma estratégia definida:

“Fiz umas pranchas diferentes, que andam um pouco mais rápido nas ondas largas. Agora estou sossegado, estou bem treinado. Temos que ver na hora”, conta Mullinha.

No feminino, a pernambucana Atalanta Batista, atual campeã brasileira, venceu duas das três etapas disputadas e é líder do circuito, seguida pela paranaense Fernanda Daitchamn e pela carioca Mainá Thompson. Se voltar para casa com a coroa, Atalanta terá conseguido o seu segundo título com menos de três anos no profissional.

Cronograma do Petrobras Longboard Classic na Macumba

Sexta-feira, 18 de novembro

9h a 11h40 | I Fase Trials Pro Maculino – 8 baterias
11h40 a 14h20 | II Fase Trials Pro Masculino – 8 baterias com os back 16 (seeding entre 17 e 32)
14h20 a 15h | Semifinal Pro Feminino – 2 baterias
15h 16h | I Fase Super Master – 4 baterias

Sábado, 19 de novembro
8h a 13h20 | Evento principal Pro Masculino– 16 baterias HxH
13h20 a 16h | I Fase Super Master – 4 baterias

Domingo, 20 de novembro
8h30 a 9h50 | Quartas de final Pro Masculino – 4 baterias
9h50 a 10h30 | Semifinal Super Master – 2 baterias
10h30 a 11h20 | Semifinal Pro masculino – 2 baterias de 25 minutos
11h20 a 11h40 | Final Pro Feminino
11h40 a 12h | Final Super Master
12h a 12h30 | Final Pro Masculino – bateria de 30 minutos

Confira o ranking do brasileiro após a quinta etapa, de Baía Formosa

Masculino
1º Danilo Rodrigues (SP) – 11.465
2º Marcelo Freitas (RJ) – 10.515
3º Roger Barros (RJ) – 9.445

Feminino
1ª Atalanta Batista (PE) – 3.095
2ª Fernanda Daitchman (PR) – 2.840
3ª Mainá Thompson (RJ) – 2.385

Compartilhe:

11/11

Tag : rio de janeiro

PETROBRAS LONGBOARD CLASSIC COMEÇA AMANHÃ NA MACUMBA

Disputas serão realizadas na Praia da Macumba de 18 a 20 de novembro com três locais podendo conquistar a coroa.

O local é clássico e não podia ser mais adequado para a decisão do campeonato brasileiro de longboard e da 10ª edição do Petrobras Longboard Classic. Na praia da Macumba, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, os melhores atletas do país irão duelar onda a onda de 18 a 20 de novembro pelo título do circuito brasileiro. Os cariocas e locais da Macumba Marcelo Freitas, André Luiz e Roger Barros, segundo, terceiro e quarto do ranking, respectivamente, têm chances de conquistar a coroa em casa.

Em uma das etapas mais charmosas da competição, os surfistas disputam valiosos 2.500 pontos no ranking e uma premiação de R$ 25 mil para o Masculino Pro Open e R$ 5 mil para o Feminino Pro Open. Os veteranos do pranchão também poderão competir na categoria Super Master, acima de 50 anos, e ganharão troféus e kits de premiação.

“Essa etapa da Macumba é muito clássica e o pessoal do long já conhece bastante. Os surfistas de outros estados sempre vêm para o Rio praticar, então as ondas são muito conhecidas por todo mundo. Não beneficia tanto assim os locais, mas é lógico que temos um conhecimento um pouco maior do lugar e uma motivação extra para vencer em casa”, avalia Marcelo Freitas.

Marcelo soma um primeiro lugar, um nono e dois quintos, mais está na vice-liderança pois venceu a etapa de Camaçari, na Bahia, que valia cinco mil pontos no ranking, e está a apenas 300 pontos do líder Danilo Rodrigues, o Mullinha. Roger Barros venceu a quarta etapa do circuito, realizada em Santos, litoral de São Paulo, e pulou para a quarta posição do ranking. Já André Luiz, o Deka, em terceiro lugar, ainda não conseguiu nenhuma primeira colocação, mas manteve a regularidade em todas as etapas e se encontra a menos de mil pontos de Mullinha.

Antes da final no Rio haverá a etapa de Baía Formosa, RN, nos dias 11, 12 e 13 de novembro, que pode embolar ainda mais a competição. Até o momento, todos os resultados estão entrando no somatório do ranking, mas, a partir da quinta etapa, os atletas poderão usar o descarte a seu favor. No final do circuito, apenas quatro resultados serão computados para decidir quem ficará com o título de melhor do Brasil em 2011.

No feminino, a pernambucana Atalanta Batista venceu duas das três etapas disputadas e é líder do circuito, seguida pela paranaense Fernanda Daitchamn e pela carioca Mainá Thompson.

Ranking até a IV etapa

Masculino
1 – Danilo Mulinha (8.965)
2 – Marcelo Freitas (8.690)
3 – André Luiz (8.050)
4 – Roger Barros (7.920)

Feminino
1 – Atalanta Batista (3.095)
2 – Fernanda Daitchman (2.840)
3 – Mainá Thompson (2.385)
4 – Aline Chaves (2.020)

Compartilhe:

POSTS

Nas Ondas
Seletiva Petrobras de Surfe Masculino
Circuito Petrobras de Surfe Feminino
Petrobras Longboard Classic
Brasil Surf Pro
Circuito Petrobras

ÁLBUM

TAGCLOUD